quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Óleo Essencial Cravo-da-Índia



O Óleo essencial Cravo-da-Índia/cravinho é obtido por destilação a vapor a partir dos caules e botões florais da árvore Syzygium aromaticum e tem várias propriedades terapêuticas interessantes, principalmente devido ao seu alto teor de um fitoquímico conhecido como eugenol. Este fotoquímico específico está suscitando grande interesse na medicina convencional e alternativa por causa da sua fantástica capacidade de parar eficazmente o crescimento e a propagação das células cancerosas, não sendo tóxico para as células normais e saudáveis.  
 

Composto por cerca de 75-85% de eugenol, o óleo essencial  cravo-da-índia/cravinho é bem conhecido na medicina tradicional da Índia e da China e, tem uma longa história de uso medicinal que remonta desde há muitos séculos. Na europa, foi também altamente considerado pela Santa Hildegarda de Bingen (1098-1179) especificamente pelas suas propriedades medicinais.






Propriedades Terapêuticas do óleo essencial cravo-da-índia/cravinho:


O óleo de cravo-da-índia/cravinho tem sido usado durante séculos para atenuar a dor, repelir parasitas internos, para a artrite e reumatismo, e para tratar infeções de garganta, sinusite e pulmão

O Óleo de cravo-da-índia/cravinho é um anticoagulante natural (ver o item precauções), com propriedades antifúngicas, antioxidantes, antibacterianas, anti tumorais, antivirais e anti-inflamatórias

E ainda,

- Aumenta a apoptose (morte celular programada)

- Diminui o gene de codificação da proteína E2F1 (também conhecido como survivina, uma proteína altamente expressada em células cancerosas e raramente presente em células normais)

- Inibe o rápido crescimento das células cancerosas

- Inibe onco-proteínas conhecidas por serem altamente expressivas em células e tecidos de cancro da mama

- Não é tóxico para as células normais e saudáveis

- Toma como alvo cancros da mama, cólon e esôfago


 Características do óleo essencial cravo-da-índia/cravinho:

 Tem um aroma quente, frutado, amadeirado e a especiarias. É de cor marrom escura.


  9 maneiras de desfrutar do óleo essencial cravo-da-índia/cravinho:


O óleo essencial  cravo-da-índia/cravinho não é só benéfico para o cancro, você pode usá-lo também das seguintes maneiras:

1. Como um anti-bacteriano – o óleo essencial  cravo-da-índia/cravinho é poderoso contra muitas estirpes de bactérias, incluindo E. coli, Salmonella, Helicobacter pylori (associado a úlceras do estômago), Staphylococcus aureus, Streptococcus pneumoniae, e muitos outros. O óleo essencial de cravo-da-índia/cravinho funciona tão bem como ampicilina (um antibiótico) contra bactérias - sem os efeitos colaterais. Se você escolher um óleo de grau medicinal como o nosso, pode tomá-lo internamente numa cápsula de gel vazia (veja o item precauções abaixo). O óleo essencial cravo-da-índia/cravinho pode também ser aplicado topicamente.

2. como um anti-fúngico – O óleo essencial  cravo-da-índia/cravinho é um potente anti-fúngico, particularmente contra Cândida albicans. Pode matar 99,9% das C. albicans dentro de sete minutos de exposição. Tal como acontece com o item 1, acima, você pode tomar o óleo essencial cravo-da-índia/cravinho internamente, colocando algumas gotas numa cápsula de gel vazio (veja o item precauções abaixo).

3. Ajuda na dor de dente e abscessos – Pode aplicar o óleo essencial de cravo-da-índia/cravinho num cotonete e segurá-lo junto do dente ou gengiva afetada. O óleo essencial cravo-da-índia/cravinho tem grandes propriedades de alívio da dor e tem sido usado pela indústria odontológica por décadas e, tem sido muitas vezes, incluído em lavagens dentais e enxaguo oriás bucais.

4. Para
úlceras aftosas – o óleo essencial cravo-da-índia/cravinho é bastante eficaz contra o herpes simples, o vírus que provoca úlceras aftosas. Coloque uma ou duas gotas numa afta para diminuir a dor e duração. Você também pode colocar algumas gotas numa cápsula vazia e levá-lo internamente para se livrar de infeções virais.

5. Na flatulência, indigestão e diarreia - Diluir óleo essencial cravo-da-índia/cravinho numa base oleosa, como óleo de amêndoas, óleo de coco ou azeite e massaje sobre o abdómen. Tem uma ação de aquecimento e antisséptico que o torna especialmente calmante para estas doenças.

6. Dor da Artrite – as propriedades de alívio de dor do óleo essencial cravo-da-índia/cravinho torna-o benéfico no tratamento de reumatismos e artrites. Como no passo anterior, passo 5, deverá dilui-lo e esfregá-lo na área dolorosa afetada.

7. Bronquites agudas, resfriados, casos de depressão e sensação de fraqueza. Nestes casos, poderá optar por uma terapia a vapor, usando três ou quatro gotas do óleo essencial cravo-da-índia/cravinho num queimador ou difusor.

8. Piolhos - misture algumas gotas de óleo essencial cravo-da-índia/cravinho numa colher de sopa do seu condicionador favorito de cabelo. Lave o cabelo, e em seguida, massaje com a mistura do condicionador reforçado com o óleo essencial cravo-da-índia/cravinho. Não enxaguar, ao invés, deverá pentear o cabelo com cuidado com um pente de piolhos, removendo todos os piolhos que você vê (eles estarão mortos), e depois enxaguar o condicionador. Reaplicar diariamente até a infestação ter desaparecido. Este tratamento é agradável e natural, sem produtos químicos desagradáveis.

9. Repelente natural - o óleo essencial cravo-da-índia/cravinho é um excelente repelente de insetos, especialmente quando combinado com madeira de cedro, canela, limão e um óleo veículo (por exemplo óleo de coco) para aplicar na pele. Também alivia a dor e coceira de vários tipos de picadas de insetos.
 Precauções / Recomendações:

Cuidados ao usar óleo essencial de cravo-da-índia/cravinho:

1. O óleo essencial cravo-da-índia/cravinho tem propriedades anticoagulantes naturais que podem ser ampliadas quando combinado com medicamentos como a varfarina e aspirina. Seja muito cauteloso sobre o uso de óleo de cravo-da-índia/cravinho se você estiver a tomar estes diluidores de sangue.

2. O óleo essencial cravo-da-índia/cravinho pode irritar a pele. Não deve aplicá-lo diretamente no seu rosto, porque ele vai picar. Se preferir, pode diluir o óleo essencial  cravo-da-índia com um creme antes de usar topicamente, embora não seja terrivelmente quente ou desagradável se não o fizer.

3. Devido à sua potência, o óleo essencial cravo-da-índia/cravinho pode ser potencialmente perigoso quando ingerido em quantidades elevadas. Deverá usá-lo com moderação e consultar um médico, aromaterapeuta e/ou de saúde, qualificado e familiarizado com óleos essenciais. Verifique se o seu óleo essencial cravo-da-índia/cravinho vem de uma fonte confiável e se é um óleo de grau terapêutico (grau medicinal).

4. Por ser bastante forte, o uso deste óleo não é aconselhado em mulheres grávidas e crianças.

5. Recomendamos o uso do óleo essencial cravo-da-índia/cravinho misturado com um óleo veículo, uma loção ou creme para aplicar sobre a pele, e a concentração deve situar-se bem abaixo de 1%.

6. Os óleos essenciais são voláteis à exposição solar e podem provocar toxicidade se expostos ao sol. Evitar a exposição prolongada ao sol quando aplicar estes óleos na pele até 12h após a aplicação.
 Não efetuar a diluição em recipiente de plástico porque os óleos provocam corrosão, libertando pequenas partículas que podem ser prejudiciais à saúde. Guardar o excedente das diluições efetuadas num frasco escuro de vidro ou protegido do sol. 

Jamais deve ingerir óleos essenciais sem aconselhamento de um profissional de saúde. A maioria dos óleos essenciais no mercado contém aditivos que podem ser muito prejudiciais à saúde. Certifique-se que o óleo é 100% natural.
 

Advertência:


A auto medicação, implica que quem a pratica assuma  a plena responsabilidade dos seus atos e responda pelas consequências  eventuais  que daí resultem, no âmbito da sua saúde.  As nossas informações não pretendem incentivar  a prática da automedicação, mas contribuir  para prevenir carências e desequilíbrios que afetam a manutenção de um corpo saudável. Sempre que se sentir  doente deverá procurar  o conselho do seu médico





 De acordo com a Lei Nº144/2015 informamos que em caso de litígio o consumidor pode recorrer a uma entidade de resolução alternativa de litígios de consumo: CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo.
Para mais informações consultar: www.arbitragemdeconsumo.org

Sem comentários:

Enviar um comentário